Escolha seu idioma
  • 18 3909.9090
    • Produtor adere homeopatia veterinária depois de sofrer intoxicação com químicos

      Por: Imprensa | Em: 12/09/2018

      O produtor de leite Elio Troian do município de Lindóia do Sul (SC), resolveu optar pela homeopatia veterinária depois que ele a esposa, que fazem a lida no campo, sofreram uma grave intoxicação provocada pelos medicamentos químicos para controlar os carrapatos nas vacas.

      De acordo com Elio, a infestação na propriedade estava muito alta. Com uma frequência a cada 15 dias banhava o rebanho com remédios alopáticos (químicos), para tentar reduzir a quantidade de parasitos nos animais. Só que mesmo com um tempo curto de banhos, a infestação voltava e os efeitos na saúde dele e da esposa foram sendo sentidos. Foi ai que eles sofreram uma intoxicação e o produtor decidiu buscar outros meios de controlar os carrapatos.

      O produtor de leite conta que a opção foi pela homeopatia veterinária porque já tinha tido relatos de outros produtores que usavam, falando se tratar de um medicamento natural, que não gera intoxicação a quem aplica o remédio, e que os efeitos são positivos nas vacas. Foi com muita confiança que começou o tratamento a quase quatro anos.

      Ele começou o tratamento com o Fator C&MC que previne e controla os carrapatos além de outros parasitos. “Em pouco tempo, os carrapatos começaram a amarelar e cair das vacas. E notei que com a aplicação da homeopatia veterinária elas não ficavam tão debilitadas depois de receber a medicação via oral junto com a alimentação”, relata.

      Conforme o produtor, essa já foi uma grande vantagem, além da ausência do risco de intoxicação. Outro aspecto que chamou a atenção do Elio, é que a tristeza parasitária (doença provocada pelo carrapato) que com frequência acometia as vacas e gerava a morte de várias delas, parou de fazer vítimas no rebanho. “Com o uso da homeopatia esporadicamente apareceu um episódio ou outro, mas desde então, jamais ocorreram óbitos”.

      Controle de mastite e mamite
      Ao ver os resultados no controle do carrapato e consequentemente da tristeza parasitária, o produtor resolveu aderir a homeopatia veterinária no tratamento de mastite e mamite com o uso do Fator M&P. “Todo mundo sabe que as perdas com essas doenças também são grandes e resolvi aplicar a homeopatia para controlar essas doenças também”.

      Elio diz que a homeopatia conseguiu controlar a mastite e mamite no rebanho e a bonificação dada a ele por conta dos índices de Contagem de Células Somáticas baixas aumentou bastante. “Comecei a gastar menos com medicações já que dispensei os químicos e ainda consegui aumentar meus ganhos”.

      Experiência negativa se tornou positiva
      Ao perceber que a mastite e mamite estavam controladas, o produtor resolveu interromper o tratamento com o Fator M&P. Mas a incidência voltou a acometer as vacas. O tratamento homeopático, é contínuo e quando o rebanho está sadio, a dosagem pode ser reduzida, mas o tratamento não pode ser interrompido.

      “Cheguei a conclusão que é melhor prevenir com a homeopatia e ter o rebanho sempre saudável, em vez de parar o tratamento. A relação custo/benefício é viável e hoje em dia eu recomendo a Fatores Homeopáticos.

      Share Button