Escolha seu idioma
  • 18 3909.9090
    • Homeopatia veterinária ajuda no pré parto

      Por: Imprensa | Em: 05/10/2018

      Diversos produtores de leite de todo o país sabem da importância de promover a reprodução para manter em dia a produção de leite. O problema está nos nas complicações ocasionadas durante e após o parto.

      Retenção de placenta, glândulas mamárias inflamadas, longos períodos de recuperação e leite sujo são algumas das complicações que uma vaca tem ao parir um bezerro.

      O produtor Antoninho José Destri do município de Lindóia do Sul (SC), conta que sempre sofreu com esses problemas na reprodução. “Em média tenho 18 crias por ano, e em quase todas tinha essas dificuldades”.

      Antoninho conta que outro problema maior eram as perdas sofridas durante o parto. “Muitas vezes os bezerros não vingavam e acabavam morrendo, ou até mesmo perdia a vaca”.

      Cansado dessas situações, o produtor resolveu usar a homeopatia veterinária como método preventivo de dificuldades e para facilitar os partos. “Já usava a homeopatia para o controle e prevenção de outras doenças, e sempre funcionou muito bem, então resolvi testar esse outro medicamento”.

      Na primeira vaca que usei o medicamento já misturado na ração, notei diferença. “Não ocorreu retenção de placenta, os úberes não ficaram inflamados e no segundo dia o leite já estava limpo. Outra observação é que a vaca se recuperou muito bem não ficando debilitada”.

      O produtor destaca que depois da primeira experiência decidiu sempre usar a homeopatia veterinária para melhorar os partos na propriedade. “Além da homeopatia facilitar o parto, os bezerros também nascem mais sadios”.

      Recomendações
      De acordo com a bióloga, engenheira agrônoma e médica veterinária homeopata, fundadora e diretora geral da Arenales Homeopatianimal, Maria do Carmo Arenales, a homeopatia veterinária para essa função é extremamente viável.

      Ela conta que a homeopatia reduz o número de partos distócicos e diminui o tempo de expulsão do feto. Fornecido preventivamente na gestação, promove por rotina um parto fisiológico rápido e com nascidos ágeis e vigorosos. Potencializa o tônus muscular do útero e a abertura da cervix, facilitando a fase expulsiva. Atua otimizando a aptidão materna.

      O medicamento deve começar a ser fornecido, conforme Maria do Carmo, no meio da gestação. “Dessa maneira, a homeopatia veterinária já vai agindo no organismo da vaca, aumentando a imunidade e promovendo as alterações necessárias no sistema fisiológico dela”.

      Antoninho conta que agora consegue ficar mais tranquilo quando as vacas estão no fim da gestação e dificilmente tem que intervir para facilitar o nascimento. “Tudo acontece de forma mais natural”.

      Share Button