Escolha seu idioma
  • 18 3909.9090
    • Arenales vira tema de pesquisa em mestrado de Administração

      Por: Imprensa | Em: 03/12/2018

      Mestrado Unip (1)

      Não é de hoje que a Arenales Homeopatianimal investe em ações inovadoras de sustentabilidade. Desde quando a empresa iniciou as atividades no ano 2000, a visão sempre foi a de empreender pensando nas futuras gerações. E essa consciência ambiental chama a atenção de pesquisadores e outras empresa em todo o país.

      A mais recente pesquisa que a indústria especializada na fabricação de medicamentos homeopáticos para animais recebeu, foi a dissertação julgada e aprovada para a obtenção do título de Mestra em Administração junto ao Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Estadual Paulista.

      O trabalho elaborado por Renata Barbieri, visou analisar as ecoinovações implementadas pela Arenales Homeopatianimal, bem como as novas oportunidades de desenvolvimento de ecoinovações no processo produtivo da empresa, definindo, com base na literatura, qual o modelo de negócio sustentável a indústria atua.

      Ela conta que a Arenales foi escolhida como objeto de estudo, pelo fato de ser líder no seu segmento, e o seu principal mercado são empresas e produtores de gado para corte, um dos setores mais representativos na emissão de gases de efeito estufa. “A pertinência e a relevância da escolha da empresa como objeto de estudo são justificadas ainda pelas inúmeras ações sustentáveis desenvolvidas por esta, reconhecidas por meio de diversas premiações e publicações na imprensa nacional”, ressalta.

      Renata diz ainda que um dos principais desafios empresariais emergentes é identificar gargalos ambientais e sociais nas cadeias produtivas e investir em recursos capazes de gerar ecoinovações que proporcionam maior equilíbrio na relação entre a atividade humana e o planeta. E foram essas premissas que a motivou na decisão de pesquisar a Arenales Homeopatianimal.

      Avaliação da empresa

      Mestrado Unip (2)

      Para avaliar o modelo de negócios da Arenales e identificar as oportunidades de ecoinovações no processo de produção, foi utilizada uma metodologia holística e sistêmica denominada Avaliação do Ciclo de Vida de Produto (ACV), em uma abordagem gate-to-gate. A ACV é normatizada pelas ISO 14040 e ISO 14044, e possibilita quantificar os potenciais impactos ambientais, sociais e econômicos, pilares base da triple bottom line, de um determinado produto e/ou serviço, nas diferentes fases do seu ciclo de vida.

      As informações dos aspectos econômicos foram advindas de observações realizadas no processo produtivo de um dos medicamentos produzidos pela empresa. Já os dados relacionados aos aspectos econômicos e sociais foram coletados através de aplicação de entrevistas e questionários. O Período de análise foi de um ano.

      Aspectos observados

      Os principais tipos de ecoinovações desenvolvidas pela empresa estão centradas na criação de “Novos Métodos de Produção” e, sobretudo, no desenvolvimento de “Novos Produtos”. A pesquisadora relata que a cultura organizacional é norteada por práticas sustentáveis, que também são claramente declaradas na visão e missão da Arenales.

      O modelo de negócios adotado pela empresa gera, a longo prazo, impactos sociais e ambientais positivos que beneficiam todas as partes interessadas: a própria organização, a sociedade e o meio ambiente, contribuindo com a preservação do ecossistema no qual a indústria está inserida.

      Os resultados encontrados demonstram ainda que as Pequenas e Médias Empresas (PMEs) podem exercer um papel significativo e fundamental para o desenvolvimento sustentável. Segundo dados da UNITED NATIONS, cerca de 70% da poluição global é gerada pelas PMEs, todavia estes são ofuscados pelos impactos gerados pelas grandes corporações multinacionais. Tal informação denota a importância da atuação das PMEs, como a Arenales Homeopatianimal, para prover o crescimento econômico e sustentável, respeitando a capacidade terrestre e preservando o ambiente natural para as futuras gerações.

      Na avaliação dos resultados da pesquisa, Renata conta que observou que pequenas mudanças, sem altos investimentos, podem contribuir significativamente para redução dos impactos ambientais. Cita-se, especificamente, a instalação de sistemas de reúso de águas residuárias, que anualmente poupam o consumo de milhares de litros de água potável.

      Observação dos avaliadores

      A natureza do modelo de negócios e dos produtos desenvolvidos pela empresa foram os aspectos que mais despertaram a atenção dos professores e pesquisadores presentes. Também foram exaltados pelos ouvintes a visão empreendedora da fundadora da empresa, Maria do Carmo Arenales, que não apenas antecipou-se a novas tendências de mercado, mas iniciou precocemente, antes mesmo dos regulamentos ambientais, uma nova cultura de gestão organizacional voltada a sustentabilidade.

      Share Button